[X]
[X]
[X]
[X]
[X]
[X]
Nossa História

Nossa História

Wilson Sons foi fundada por Edward Pellew Wilson em 1837, em Salvador, Bahia. É, portanto, uma das mais antigas empresas que atuam no Brasil. Em sua longa trajetória, transformou-se em um grupo sólido e diversificado, focado em prestação de serviços portuários, marítimos e logísticos terrestres e hoje é uma das maiores operadoras integradas de serviços marítimos, portuários e de logística do País.

O Grupo detém dois importantes Terminais de Contêineres, o Tecon Rio Grande e o Tecon Salvador. É líder absoluto no mercado de rebocagem marítima, com uma frota de rebocadores e PSVs (Plataform Supply Vessel) construídos em estaleiro próprio, localizado no Guarujá, em São Paulo. Além disso, a Wilson Sons tem fomentado suas ações em torno da Sustentabilidade, Memória e Responsabilidade Social através de projetos como o Criando Laços e o Centro de Memória Wilson Sons.


LINHA DO TEMPO

de 1837 a 1877

Nossa história 1837 a 1877
A Wilson & Co é fundada na cidade de Salvador pelos irmãos Edward e Fleetwood Pellew Wilson. A empresa dedica-se ao transporte de carvão da Inglaterra e da América do Norte e estabelece representantes em vários países da América do Sul. Com Edward II passa a agenciar o transporte de dezenas de produtos, se desenvolve na área de navegação, nos trabalhos de porto e monta seu próprio estaleiro.
  • 1837

    Edward Pellew Wilson funda em Salvador a Wilson Sons & Company atuando com comércio de carvão.

  • 1845

    Abertura de escritório em Londres para fechar os contratos de transporte de carvão da Inglaterra e da América.

  • 1850
    Nessa década, Edward II instala em Recife (PE) a Wilson, Brothers e Co, que agencia o transporte de dezenas de produtos, desenvolve a área de navegação, os trabalhos de porto e monta seu próprio estaleiro.
  • 1862
    Edward II transfere-se para o Rio de Janeiro.
  • ​1865
    Abastecimento das Forças Brasileiras de carvão no Prata, durante a Guerra do Paraguai trazendo grande crescimento para a empresa.
  • 1869
    Participação das obras da Ferrovia Great Western of Brazil (Rede Ferroviaria Federal) e da construção do primeiro dique seco do pais, na Baia de Guanabara.
  • 1870
    Além dos negócios com carvão, passa a atuar como trading envolvida nos negócios mais rentáveis da época.
  • 1872
    Abertura da primeira filial na América do Sul, em Montevidéu (Uruguai) associada à Yarrow, Hett & Company (dona de depósito de carvão).
  • 1873
    Diversificação dos negócios: agente de mercadorias, prestadora de serviços de navegação, estiva e rebocadores.

de 1877 a 1899

Nossa história 1877 a 1899
Consolidada como a maior empresa de navegação do Brasil, o controle da Wilson Sons é vendido para a família Davies, que reestrutura a empresa: cria a Wilson Coal Company (exclusiva para negócios de carvão).
  • 1877

    A Wilson Sons transforma-se em sociedade por ações, transfere sua sede para Londres e estreita laços com os Davies do Ocean Group of Collieries na exploração de minas. Na Argentina, une-se à Yarrow, Hett & Company.

  • 1887
    Falece Edward Pellew (pai).
  • 1888
    Expansão para São Paulo fornecendo carvão aos navios no porto de Santos.
  • 1889
    Wilson Sons passa momentos de turbulência por visões políticas contrárias ao governo brasileiro, o controle da empresa é vendido para os Davies e Edward mantém apenas uma participação minoritária no Brasil e na Inglaterra.

de 1900 a 1936

Nossa história 1900 a 1936
Criada a holding Ocean & Wilson Ltd, empresa de capital aberto na Bolsa de Londres. O Grupo importa e comercializa no mercado brasileiro, produtos que não eram produzidos internamente, mas mantém seu foco na área de carvão abastecendo os maiores consumidores do país – navios da Marinha, ferrovias, companhias de gás, indústrias e a maioria de navios que aporta no Brasil.
  • 1901

    Na virada do século XIX para o século XX, na Inglaterra, a família Davies reestrutura a empresa, criando a Wilson Coal Company (exclusiva para negócios de carvão) e transformando a Wilson Sons Company possuidora dos portos que abastecem de carvão todo o Atlântico Sul.

  • 1907
    Criação da Ocean Coal & Wilson Ltd a partir da união com a Ocean Group of Collieries.
  • 1911
    Firmado acordo com a Rio de Janeiro Lighterage Company Limited.

de 1937 a 1956

Nossa história 1937 a 1956
A Wilson Sons é considerada a maior trade company do país. Porém, a substituição do carvão como fonte de energia e a industrialização brasileira que limita as licenças de importação de produtos, faz com que a diretoria do Grupo encerre suas atividades no Brasil e na América Latina. A família Salomon torna-se um dos maiores investidores da Wilson Sons.
  • 1937

    Sócios majoritários da Wilson Sons inglesa compram o controle da Lighterage Company, tornando-a subsidiária da Wilson Sons Co. Ltd.

  • 1950
    Esta década marcou o período em que a Wilson Sons perde sua maior fonte de lucratividade devido ao predomínio dos transportes áereos.
  • 1951
    A diretoria do Grupo decide que não é mais possível operar no Brasil e na América Latina e encerra as atividades locais.
  • 1954
    Família Salomon torna-se um importante investidor.
  • 1956
    Wilson, Sons Ltda. passa a ser Wilson, Sons S.A Comércio, Indústria e Agência de Navegação.

de 1957 a 1986

Nossa história 1957 a 1986
Sob o comando de Walter Salomon a Wilson Sons segue novos caminhos. A matriz volta novamente para o Rio de Janeiro, com o controle acionário da Ocean Wilson Holdings Ltd. As atividades concentram-se em navegação (agenciamento) e rebocadores.
  • 1957

    A matriz retorna para o Rio de Janeiro.

  • 1959
    Walter Salomon compra a Wilson Sons, viaja para o Brasil e aqui concentra as atividades em navegação e rebocadores.
  • 1964
    A Rio de Janeiro Lighterage Company é transformada em Companhia de Saveiros do Rio de Janeiro.
  • 1968
    Aquisição da Camuyrano Serviços Marítimos dobrando o tamanho e a importância da frota. Saveiros e Camuyrano passam a operar como empresas associadas.
  • 1970
    Fundada a Servemar Serviços de Rebocadores Agência Marítima e Passagens Ltda.
  • 1971
    Nacionalização da Wilson, Sons Company Limited, transformando-se em Wilson Sons de Comércio. O centro decisório da empresa se transfere de Londres para o Rio de Janeiro e todos os funcionários passam a ser contratados no Brasil.
  • 1973
    Incorporação pela Saveiros da empresa Serviços Marítimos Camuyrano S.A, dando origem a Saveiros, Camuyrano Serviços Marítimos. 

    Aquisição do Estaleiro Guarujá.
  • 1975
    Inaugurado o estaleiro Nitéroi.
  • ​1977
    Criação da Sobrare - Sociedade Civil Brasileira Auxiliar de Empresas Ltda.
  • 1978
    Sobrare adquire a totalidade das ações da Servemar passando a ser Sobrare-Servemar S.A.

de 1987 a 1996

Nossa história 1987 a 1996
William Salomon assume a Wilson Sons e o Grupo parte ao desenvolvimento de novos negócios, atuando em todas as áreas ligadas ao transporte marítimo no Brasil: agenciamento, depósito de contêineres, apoio e operações portuárias, rebocagem, construção naval e cabotagem.
  • 1987

    Falece Walter Salomon.

  • 1988
    William Salomon assume o grupo, centraliza os negócios e dá nova feição à empresa.
  • 1994
    Criação da Allink Transportes Internacionais e constituída Wilson Sons Agência Marítima.
  • 1995
    Criação da Wilport Operadores Portuários.

de 1997 a 2006

Nossa história 1997 a 2006
Período de grandes investimentos, a Wilson Sons participa e vence a licitação para explorar o terminal de contêineres do Rio Grande, e mais tarde, de Salvador. Atento ao novo momento da economia brasileira, o grupo inaugura a Estação Aduaneira do Interior (EADI) em Santo André, arrenda o Terminal de Contêineres de Salvador (Tecon Salvador) e inicia atividades da Wilson Sons Logística. Decide abrir seu capital no mercado nacional e internacional de ações, em um processo que envolveu três bolsas de valores diferentes (São Paulo, Londres e Luxemburgo).
  • 1997

    No ano em que completa 160 anos a Wilson Sons arrenda o Terminal de Contêineres do Porto do Rio Grande (Tecon Rio Grande).

  • 1998
    Inaugurado EADI Santo André.
  • 1999
    Criação da Mega Agência Marítima Ltda em parceria com o grupo Ultramar do Chile, e da Brasco através de uma joint venture com a Asco.
  • ​2000
    Arrendamento do Terminal de Contêineres do Porto de Salvador (Tecon Salvador).

    Início das atividades da Wilson Sons Logística.
  • ​2003
    Wilson Sons assume o controle total do EADI Santo André.
  • 2004
    Reformulação da identidade visual e unificação dos negócios: Wilson Sons Logística, Wilson Sons Terminais, Wilson Sons Agência e Wilson Sons Rebocadores.

de 2007 a 2016

Nossa história 2007 a 2016
O Grupo Wilson Sons, transforma-se em uma das maiores operadoras integradas de serviços marítimos, portuários e de logística do Brasil, atuando como prestadora de serviços aos setores de comércio marítimo nacional e internacional.
  • 2007
    Wilson Sons abre capital e ingressa na Bovespa.
  • ​2008
    Compra participação societária e passa a ter 100% do Tecon Salvador.

    Construção do terceiro berço no Tecon Rio Grande, resultando na maior retroárea entre terminais de contêiner no Brasil.
  • ​2009
    Joint Venture com Magallanes Navegação Brasileira (controlada pelo grupo chileno Ultratug) forma a Wilson Sons Ultratug Offshore.

    Início das operações da nova empresa do grupo, a Transvisas.
  • ​2010
    Início da expansão do Tecon Salvador, expansão do estaleiro Guarujá, construção do estaleiro Rio Grande e compra da totalidade da Brasco.

    Aquisição dos 25% restantes da participação societária da Brasco, da qual a Wilson Sons detém atualmente 100% de participação.
  • ​2011
    Através de sua subsidiária Brasco Logística Offshore Ltda a Wilson Sons firma contrato para aquisição da totalidade das quotas representativas do capital da Bric Brazilian Intermodal Complex S/A ("Briclog") pelo preço de R$ 125 milhões.
  • 2012
    Expansão do Tecon Salvador, quase dobrando a capacidade do terminal. Wilson Sons comemora 175 anos desde a fundação da empresa.
  • ​2013
    Conclusão das obras de expansão do Estaleiro Guarujá, com aumento da capacidade de construção naval da Companhia de 4.500 toneladas para 10.000 toneladas de aço processado por ano.

    Através de sua subsidiária Brasco Logística Offshore Ltda a Wilson Sons conclui a aquisição da totalidade das quotas representativas do capital da Bric Brazilian Intermodal Complex S/A ("Briclog"), base de apoio à indústria de Óleo e Gás.
     
  • 2014
    Tecon Salvador recebe pela primeira vez o navio Bartolomeu Dias da Aliança Navegação, uma embarcação de cabotagem com a maior capacidade de transporte de carga operada no terminal.

     
  • 2015
    Wilson Sons Agência no porto de Açu, Rio de Janeiro, começou em maio com o agenciamento marítimo para a Anglo American Brasil.
  • 2016
    Renovação da concessão do Terminal de Contêiner de Salvador, Compra de seis rebocadores da Vale. Início das operações do Terminal de Santa Clara.