Intermodal: conheça este tipo de operação logística

  • 08/02/2023
  • 7 minutos

O mundo globalizado exige cada vez mais celeridade, eficiência e sustentabilidade. Pensando nisso, a logística oferece diferentes soluções. A intermodalidade é uma delas.

Mas você já parou para pensar o que é e como as operações intermodais acontecem? Nesse artigo te explicamos em detalhes o que é, as vantagens e as principais características da intermodalidade na logística. Boa leitura!

O que é transporte intermodal?

Antes de falar sobre o transporte intermodal, precisamos esclarecer que modais de transporte nada mais são que os meios de transporte utilizados para o transporte de carga. Os principais são:

  • Modal rodoviário – feito por automóveis que utilizam rodovias
  • Modal aeroviário – feito por aviões
  • Modal ferroviário – feito pelas estradas de ferro
  • Modal hidroviário – feito pelos mares, lagos ou rios
  • Modal dutoviário – feito através de tubos e dutos

A intermodalidade consiste nas operações logísticas em que são utilizados dois ou mais modais de transporte diferentes em uma mesma estrutura. Por exemplo, a mercadoria pode ser transportada no primeiro trecho por caminhão e, depois, completar o trajeto de navio.

Independentemente dos modais escolhidos, uma característica marcante da intermodalidade é de que cada trecho é de responsabilidade de um operador logístico diferente, sendo necessário firmar contratos separados. Este ponto é o que difere a intermodalidade da multimodalidade, conforme falamos neste outro artigo.

Mas quais são os modais de transporte mais utilizados no Brasil? Continue a leitura e descubra!

Matriz de transportes brasileira

O Brasil, por seu tamanho continental, representa, ao mesmo tempo, um desafio e uma oportunidade na logística.

Em relação à participação, de acordo com dados da Confederação Nacional de Transporte (CNT), o modal rodoviário tem sua maior participação no setor, contando com 60% das cargas, seguido do ferroviário com 21% e hidroviário com 14%. 

Ainda sobre a matriz de transporte nacional, uma pesquisa realizada pela Fundação Dom Cabral aponta que a malha rodoviária corresponde pelo escoamento de 75% da nossa produção. A segunda colocada, a modalidade marítima, representa aproximadamente 9%. 

Estes dados demonstram uma forte tendência de dependência de um único modal logístico. Descubra os benefícios de se combinar modais de transporte a seguir. 


Vantagens do transporte intermodal

A principal vantagem da intermodalidade está na possibilidade de usufruir do melhor de cada um dos modais, sem necessariamente abrir mão de um ou de outro. 

Dessa forma, cada empresa pode escolher a opção mais vantajosa por cada trecho, destacando a velocidade na entrega e a sustentabilidade. Por exemplo, ao comparar a cabotagem com o transporte rodoviário é possível observar que as soluções marítimas são menos poluentes que rodoviárias, que hoje ainda são a principal forma de transporte no Brasil. 

Em resumo, as vantagens da intermodalidade são:

  • integração entre os modais;
  • aumento da competitividade;
  • diminuição de custos de operação;
  • redução do prazo de entrega;
  • redução da emissão de gases poluentes.

A Intermodal South America está chegando

O mercado evoluiu para suprir diferentes necessidades. O setor de transportes de cargas mudou – e muda constantemente – a fim de atender a esses requisitos. Por isso, é essencial compartilhar experiências, e juntos abrir caminhos para transformar realidades.

As principais discussões sobre integração logística, transporte de cargas e comércio exterior vão acontecer durante a Intermodal South America, em São Paulo. O principal evento do setor começa em março e a Wilson Sons estará lá ao lado de mais de 500 empresas. Vamos juntos?

Inscreva-se gratuitamente no site da feira Intermodal e visite nosso espaço F070 e conheça nossas soluções integradas em logística marítima e portuária.