| Wilson Sons Estaleiros 
Notícias

29/11/2016 - Brasil de Tuhu é finalista do Prêmio Brasil Criativo

O projeto Brasil de Tuhu, patrocinado pelo Grupo Wilson Sons, é semifinalista na categoria “música” do Prêmio Brasil Criativo, que há dois anos incentiva o desenvolvimento de projetos originais e inovadores que causem impactos positivos na vida dos brasileiros. Só este ano, o projeto já percorreu seis estados promovendo a integração de alunos da rede municipal de ensino com concertos didáticos. Desde 2009, mais de 140 escolas públicas de 36 municípios de 17 estados do Brasil já receberam o projeto, o que representa mais de 15 mil jovens beneficiados. Os alunos têm oportunidade de assistir a uma apresentação do Quarteto Radamés Gnattali interpretando canções do maestro Villa-Lobos, com a possibilidade de interagir com os músicos e conhecer os instrumentos clássicos como o violino, a viola e o violoncelo. Brincadeiras musicais que ensinam noções de ritmo, harmonia e melodia também completam a atividade lúdica. O projeto também promove uma oficina de capacitação em que educadores aprendem métodos didáticos pensados para despertar a consciência musical em crianças. “Tuhu”, o apelido de infância do maestro, foi escolhido para compor o nome do projeto. O Brasil de Tuhu é uma realização da Baluarte Cultura, ao lado do Quarteto Radamés Gnattali, e conta com patrocínio do Grupo Wilson Sons via Lei Rouanet. “A Wilson Sons se preocupa com o relacionamento com o público do entorno das operações dos locais onde está presente. Apostamos em projetos que privilegiam a formação técnica e profissional de jovens e crianças em situação de vulnerabilidade social. Estamos engajados nesta agenda, que nos tem trazido resultados positivos. Apenas neste ano, até setembro, patrocinamos projetos que atenderam a mais de 3.500 crianças, em quatro estados do país. Temos muito orgulho de contribuir para a formação desses jovens e facilitar a inserção deles no mercado de trabalho", explica a gerente de Comunicação e Sustentabilidade do Grupo Wilson Sons, Angela Giacobbe. Criado em 2014, o prêmio Brasil Criativo é realizado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. Ao todo, serão premiadas 22 categorias em cinco campos de interesse da Economia Criativa: Expressões Culturais (culturas populares, culturas indígenas, cultura afro-brasileira, artesanato, artes visuais e arte digital), Criações Culturais e Funcionais (arquitetura, design, moda, games e gastronomia); Audiovisual/Livro Literatura e Leitura (cinema e vídeo, publicações em mídias digitais e publicações em mídias impressas); Patrimônios (patrimônio material, patrimônio imaterial, arquivos e museus) e Artes de espetáculo (dança, música, circo e teatro); além do prêmio de Reconhecimento por Trabalho Consagrado. A curadoria é composta por especialistas ligados a Gestão, Inovação, Tecnologia, Cultura e Economia Criativa. Entre eles, pesquisadores, representantes públicos e líderes empresariais. Além de certificado e de participação em rodadas de negócios com fundos de investimento, capacitação e mentorias, os vencedores receberão apoio para a criação de material completo de divulgação e estruturação para publicar campanha de financiamento coletivo.

A premiação acontece no dia 15 de dezembro. O público poderá votar nos melhores projetos até o dia 3 de dezembro no site http://www.premiobrasilcriativo.com.br.

A Wilson Sons —Uma das maiores operadoras de serviços portuários, marítimos e logísticos do Brasil, a Wilson Sons iniciou suas atividades em 1837, em Salvador, Bahia. Nesses mais de 175 anos de existência, a companhia se estabeleceu pela gestão de seus negócios nos segmentos de terminais portuários, rebocagem portuária e oceânica, apoio marítimo a operações offshore, logística, agenciamento marítimo e indústria. 


Fonte: Portal Fator Brasil