Notícias

23/11/2017 - Wilson Sons Logística participa da expansão do segmento de energia solar no Brasil

A chinesa Jinko Solar, líder global na fabricação de painéis fotovoltaicos, e a Wilson Sons Logística, maior operador logístico do segmento solar no Brasil, firmaram contrato para apoiar a estratégia de crescimento da Jinko no país.

 Inicialmente o projeto tem foco direcionado para o segmento de energia solar distribuída (destinada principalmente às residências e ao consumo próprio), mas poderá atender também os planos de crescimento em energia centralizada, envolvendo a criação de novos parques solares resultantes dos grandes leilões de energia solar em curso.

 Os primeiros contêineres já deram entrada no terminal alfandegado da WS Logística em Santo André, São Paulo. A primeira fase da operação prevê a utilização do terminal, que funcionará como estoque avançado da Jinko no país, podendo atender às demandas de maneira just-in-time.

 A solução desenvolvida pela WS Logística oferece a flexibilidade requerida no projeto, respondendo às necessidades de crescimento em termos físicos, além de oferecer a possibilidade da realização de operações integradas e completas, envolvendo o transporte in-bound, armazenagem alfandegada, centro de distribuição e entrega aos clientes finais em todo o país.

 Vários clientes atuais da Jinko Solar, entre integradores e distribuidores, serão atendidos pela solução desenvolvida. Essas empresas passam a contar com disponibilidade imediata do produto no país e com todo o suporte logístico, podendo assim melhorar suas logísticas e racionalizar custos, vitais para apoiar o rápido crescimento do segmento no Brasil.

 “Estamos muito animados com o contrato pela representatividade da Jinko Solar e, principalmente, pelas perspectivas de crescimento do setor no Brasil. Desde 2015, dedicamos grandes esforços para aprofundar nosso entendimento sobre os desafios e demandas desse mercado e, hoje, oferecemos uma solução robusta, capaz de atender todas as empresas do segmento”, explica Patricia Iglesias Lago, diretora comercial da Wilson Sons Logística e do Tecon Salvador.

 Segundo a ABSolar, entidade que reúne as maiores e mais importantes empresas do segmento solar no Brasil, a expansão prevista em 2017 para a geração centralizada é de 22 MW para 1 GW de potência instalada (equivalente a um aumento estimado na importação de 6.350 contêineres). Já para a geração distribuída o crescimento estimado é de 60,6 MW para 150 MW, representando um aumento de cerca de 150%. Inicialmente os projetos de energia solar centralizada deverão puxar o crescimento, mas em países onde essa fonte de energia está em estágio mais avançado, a energia distribuída já supera a potência instalada da centralizada.

 Para tangibilizar ainda mais o potencial do segmento, segundo a Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), em 2030, a capacidade instalada mundial deverá atingir 1.760 GW, correspondendo a um crescimento de 15% ao ano. Atualmente, os países líderes, como China, Alemanha e EUA, possuem instalados 43.2 GW, 38.4 GW e 27.8 GW, respectivamente. No Brasil, esse número hoje gira em torno de 1.2 GW. Entretanto, de acordo com Plano Decenal desenvolvido pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o alcance previsto é de 7 GW de potência instalada em 2024.

 Para a Jinko Solar, as perspectivas do mercado brasileiro foram os principais fatores que estimularam o desenvolvimento do projeto: “Queríamos expandir a nossa atuação na América Latina. O Brasil mostrou ser um país com grande potencial. Iniciamos com a energia solar centralizada e, agora, apostamos fortemente na energia distribuída. Para isso, precisávamos de um parceiro como a Wilson Sons Logística”, explica Juan Bosaans, Logistic Manager, Latin America da Jinko Solar.

 

Sobre a Jinko

 A Jinko Solar (NYSE: JKS) é líder global na indústria de energia solar fotovoltaica. A empresa distribui seus produtos e comercializa soluções e serviços para os mais diversos parques industriais e residências na China, Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, Chile, África do Sul, Índia, México, Brasil, Emirados Árabes, Itália, Espanha, França e Bélgica, além de outros países e regiões.

 A empresa construiu uma cadeia de valor de produtos solares verticalmente integrada, com capacidade total de 5.0GW/ano para lingotes de silício e wafers, 4.0GW para células solares e 6.5 GW para módulos solares, em 31 de março de 2017.

 Com mais de 15.000 funcionários, a Jinko Solar possui oito fábricas, sendo cinco na China, uma na Malásia, uma em Portugal e uma na África do Sul, além de 16 subsidiárias no exterior (duas no Japão e outras localizadas em Cingapura, Índia, Turquia, Alemanha, Itália, Suíça, Espanha, Estados Unidos, Canadá, México, Brasil, Chile, Austrália e África do Sul). A empresa conta também com 16 escritórios de vendas em nível global, com duas unidades na China e outras distribuídas no Reino Unido, Bulgária, Grécia, Romênia, Emirados Árabes Unidos, Jordânia, Arábia Saudita, Egito, Marrocos, Gana, Quênia, Costa Rica, Colômbia e Argentina.

 

Sobre o Grupo Wilson Sons

 O Grupo Wilson Sons é um dos maiores operadores integrados de logística portuária e marítima e soluções de cadeia de suprimento no mercado brasileiro, com 180 anos de experiência. A companhia conta com uma rede de atuação nacional e presta uma gama completa de serviços para as empresas que atuam na indústria de óleo e gás, no comércio internacional e na economia doméstica. As principais atividades do Grupo são divididas em dois sistemas – Portuário e logístico e Marítimo.


Fonte: Wilson Sons