Notícias

27/5/2021 - Wilson Sons registra alta de 463% na importação de fertilizantes pelo Tecon Rio Grande

Wilson Sons registra alta de 463% na importação de fertilizantes pelo Tecon Rio Grande



Volume apresentou alta de 463% em comparação ao mesmo período de 2020





A Wilson Sons mais que quadruplicou a importação de fertilizantes no mês de março pelo Tecon Rio Grande. O produto apresentou alta de 463% em comparação ao mesmo período de 2020. Ao todo, foram movimentados 169 contêineres, maior volume em quatro anos para o período, contra apenas 30 registrados de março do ano passado.

 

O Brasil é o maior importador global de fertilizantes. Dados recentes da consultoria MacroSector apontam que as importações de fertilizantes deverão aumentar 7,5% este ano, enquanto as vendas crescerão 4,5%. Outro dado, da Associação dos Misturadores de Adubo do Brasil (AMA), mostra que o setor teve um crescimento médio de 3% a 4 % ao ano na última década. Com os animadores números da safra recorde de soja deste ano, a necessidade do Brasil pelo produto é alta, principalmente em estados como o Rio Grande do Sul, onde há uma grande produção do grão.

 

Em sua estrutura, o Tecon Rio Grande conta com vantagens para as operações de importação de fertilizantes. Para oferecer a melhor logística aos clientes, o terminal conta com três opções para o desova deste tipo de carga: entrega de big bags, com a carga sendo descarregada no pátio do terminal e enviada para o cliente; carga a granel, em que um adaptador instalado nas empilhadeiras possibilita a desova em big bags no caminhão de forma eficiente e rápida; e desova a granel, basculando o container nas instalações do cliente.



O Tecon Rio Grande tem fomentado a importação de fertilizantes via contêineres. Além de melhores custos, os importadores ganham mais independência para compra de seus produtos, maior eficiência no fluxo de caixa e garantem estoques menores. “O setor de fertilizantes vem em uma crescente e a expectativa é que siga essa tendência de crescimento, apesar da crise decorrente da pandemia”, avalia Paulo Bertinetti, Diretor-Presidente do Tecon Rio Grande.



Outra vantagem da importação de fertilizantes é a disponibilidade de containers vazios para as exportações que partem do Rio Grande do Sul. É fato que quanto maior a importação melhor é a logística de vazio para o armador. Em 2020 mais de 550 contêineres reefers desligados trouxeram fertilizantes; melhorando a disponibilidade do equipamento em Rio Grande.

 


Fonte: Wilson Sons