[X]
[X]
[X]
[X]
[X]
[X]
Cultura

Cultura

Investir em projetos culturais significa cooperar para que crianças e adolescentes alcancem seus potenciais artísticos e desenvolvam seus atributos sociais. Por isso, a Wilson Sons apoia projetos socioculturais que viabilizam que esses jovens desenvolvam seus valores comunitários e se sintam realizados e preparados para o futuro.  

Brasil de Tuhu

O Brasil de Tuhu é um projeto sociocultural que foi criado em 2009, impulsionado pela Lei Federal nº 11.769/2008, que incluiu a música na grade curricular das escolas. O projeto tem por objetivo disseminar a cultura da educação musical no país e em parceria com o Quarteto Radamés Gnattali levar a arte do maestro e renomado compositor brasileiro Villa Lobos para crianças e educadores do Brasil, através de atividades que sensibilizam e formam pessoas.

Em 2016, primeiro ano de parceria entre a Wilson Sons e o Brasil de Tuhu, o projeto fez uma turnê pelo país, passando por cidades onde o Grupo possui operações como Rio Grande (RS), Belém (PA), Santo André (SP), Guarujá (SP), Santos (SP), Salvador (BA), Ipojuca (PE), Rio de Janeiro (RJ) e Niterói (RJ), solidificando a relação com a população do entorno dos nossos negócios. 

Iniciativas

Concertos Didáticos

Direcionado para as crianças em escolas da rede pública de ensino, os Concertos Didáticos proporcionam aos jovens uma aproximação, e, em muitos casos, o primeiro contato com a música. O repertório adaptado pelo Quarteto Radamés Gnattali foi o ‘Guia Prático’ (1932) de Heitor
Villa-Lobos. O concerto tem na interação com a plateia seu principal diferencial para estimular o interesse e a percepção musical das crianças.

APP Tuhu Musical 

O “Tuhu Musical” é um aplicativo para smartphones e tablets para crianças a partir de 4 anos. Nele, temos quatro diferentes jogos com um repertório 100% brasileiro para os jovens trabalharem noções de ritmo, melodia e harmonia. Além disso, as crianças têm a oportunidade de desenvolver o raciocínio lógico, a capacidade cognitiva e o repertório cultural.

Vivências Musicais 

São ciclos que capacitam gratuitamente educadores interessados em aprender conteúdos e metodologias de musicalização. Materiais de fácil acesso como baldes, colheres de pau e panelas se tornam instrumentos musicais e, através de atividades como jogos, performances, dança e dramatização, estimulam a expressão e o conhecimento da música como prática coletiva.

Guia Musical

Com a finalidade que complementar as iniciativas do programa, guiar e dar suporte aos educadores, o Brasil de Tuhu elaborou um guia musical baseado no guia prático do maestro Villa-Lobos. Para baixar, acesse: http://brasildetuhu.com.br/guia-musical/.

Videoaulas

O Brasil de Tuhu proporciona videoaulas acessíveis para aqueles que desejam aprender mais sobre música. Cada instrumento musical possui quatro vídeos com profissionais da área demonstrando os principais acordes e derivações do objeto. Você pode assistir aqui

Revista Tuhu 

A revista do projeto Brasil de Tuhu traz entrevistas e reflexões sobre diversos assuntos relaciodados a música, dentre eles acessibilidade no meio musical, a importância das primeiras experiências musicais na infância, música na terceira idade, dentre outros. A nona edição da revista, que fez uma analogia dos desafios para se chegar à alta performance no meio musical e esportivo, trouxe falas exclusivas do ex-colaborador do Tecon Rio Grande, Vladmi Virgílio dos Santos, que após perder a visão aos 34 anos, dedicou-se ao esporte e compete de igual para igual com atletas sem deficiência.

Rádio Tuhu

A Rádio Tuhu traz diversos podcasts de músicos falando sobre artistas brasileiros. É destinada àqueles que se interessam em conhecer mais sobre a cultura musical brasileira. Você pode conferir os debates aqui

Estúdio Escola de Animação 

O Estúdio Escola de Animação foi lançado em 2012 no Rio de Janeiro e tem como proposta capacitar jovens da rede pública de ensino na linguagem da animação, seja como público, forma de expressão ou campo de atuação profissional.  Ao longo de cinco meses, os jovens selecionados entram em contato com os princípios base da atividade, como design, acting, roteiro, sotryboard, fotografia, desenho, entre outros. Durante o curso, os jovens roteirizam e produzem curtas metragens com total autonomia criativa, que são apresentados aos parentes e amigos no final de cada ciclo.

O projeto Estúdio Escola de Animação já formou mais de 100 jovens que produziram coletivamente mais de 15 curtas metragens de animação, dentre eles alguns premiados e selecionados para festivais e mostras, como o Anima Mundi, principal festival e plataforma de animação do país.



Galeria relacionada : Brasil de Tuhu

Brasil de Tuhu
Conheça o projeto patrocinado pela Wilson Sons