Notícias

01/5/2019 - Tecon Rio Grande é destaque em conferência internacional

O aumento da produtividade a partir da utilização de novas tecnologias no Tecon Rio Grande, terminal de contêineres do Grupo Wilson Sons, foi um dos destaques da Conferência Navis World 2019. O evento, realizado a cada dois anos e voltado à inovação, reuniu em São Francisco (EUA), no final de março, operadores portuários, fornecedores de tecnologia e especialistas da área de todo o mundo.

Os gerentes Giovanni Ross Phonlor, de Sistemas, e Túlio Borba de Araújo, de Operações, apresentaram os resultados do Tecon Rio Grande para cerca de 400 executivos de terminais portuários de mais de 30 países. O terminal registrou crescimento de produtividade de 45% desde abril de 2017, a partir do projeto de otimização operacional, com a maximização da utilização dos módulos avançados do Sistema Navis N4.

“O excelente desempenho do Tecon Rio Grande tornou nosso projeto um case mundial. Demonstramos como agregamos maior eficiência à operação de navio e pátio, com a aplicação das melhores práticas mundiais, em especial, no uso de equipamentos de cais e pátio”, conta Túlio.

“Já tínhamos capturado ganhos de produtividade com a implantação do Navis N4 em 2017. A iniciativa de trazer experiência externa internacional da área de Professional Services da Navis em 2018 foi essencial na mudança de patamar”, completa Giovanni.

Além de participar da sessão de palestras, o Tecon Rio Grande também foi um dos finalistas do Prêmio Navis Inspire 2019, conferido às melhores empresas selecionadas por votação da comunidade de terminais e operadores usuários dos sistemas Navis e avaliado por executivos e especialistas da própria Navis. É a primeira vez que o terminal é indicado para a premiação.

O ano de 2018 foi considerado o de melhor produtividade da história do Tecon Rio Grande. Em janeiro, o terminal registrou seu primeiro recorde de 2019, com produtividade média de 41,96 movimentos por hora por STS (Super Post Panamax Ship to Shore, equipamentos responsáveis pela movimentação de contêineres entre navio e o pátio), o melhor resultado em 13 meses.

Nos últimos dois anos, o terminal realizou significativos investimentos em equipamentos, tecnologia e treinamento da equipe. Entre eles, a aquisição do sistema de gestão Navis N4, utilizado nos maiores terminais do mundo, além da aquisição de três novos STS e oito eRTG (Eletric Rubber Tyred Gantry, guindastes móveis utilizados na movimentação dos contêineres no pátio).


Fonte: Portal Fator Brasil