| Tecon Rio Grande 
Notícias

20/9/2017 - Tecon Rio Grande é destaque no X Congresso de Portos de Língua Portuguesa, em Lisboa

Promovido pela Associação dos Portos de Língua Portuguesa (APLOP), a décima edição do congresso anual, realizado nos últimos dias 11 e 12 de setembro, na Gare Marítima de Alcântara, em Lisboa, teve como objetivo principal reforçar os laços de cooperação e aumentar as trocas comerciais entre os seus membros. Além do Brasil, outros países associados à APLOP, entre eles Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor, além do Marrocos e Macau, também enviaram seus representantes ao encontro. O Congresso de Portos de Língua Portuguesa já passou por diversas cidades, incluindo Porto, Fortaleza, Rio de Janeiro, Mindelo, Luanda, São Tomé, Lobito, Maputo e Itajaí.

Dessa vez, o diretor-presidente do Tecon Rio Grande, Paulo Bertinetti, foi um dos convidados do segundo painel, realizado ainda no primeiro dia do evento, abordando questões como investimentos, desafios e produtividade do setor. Acompanhado por Lígia Correa, da Associação de Portos de Portugal, Aluisio Sobreira, da Associação de Comércio Externo do Brasil (AEB) e Alberto Bengue, presidente do Porto de Luanda (Angola), Berintetti discutiu o desenvolvimento do negócio portuário como um todo e compartilhou exemplos bem-sucedidos da operação que vem sendo realizada no Tecon nos últimos 20 anos.

“Por sermos um dos mais importantes da América Latina, tivemos a oportunidade de mostrar como os investimentos que fizemos têm ajudado a aumentar a circulação de contêineres no Cone Sul”, ressalta Bertinetti. Os ótimos resultados do Tecon Rio Grande, subsidiário do Grupo Wilson Sons, estão sendo impulsionados também com a operação do Contesc, terminal de navegação interior localizado no Polo Petroquímico de Triunfo (RS), que completa um ano nesse mês de setembro. Operando de forma integrada ao Tecon, que desde 2009 não recebia cargas nessa modalidade, o Contesc transporta hoje congelados, resinas, glicerina, utensílios domésticos, partes e peças, móveis e compensados.


Fonte: Segs