Notícias

07/1/2018 - Wilson Sons Logística movimenta 30 toneladas de equipamentos hospitalares via modal aéreo em Suape

A Estação Aduaneira de Interior (EADI) Suape, localizada na Plataforma Nordeste da Wilson Sons Logística, em Pernambuco, movimentou 30 toneladas de equipamentos médicos e hospitalares entre junho e novembro de 2018. A carga, proveniente de países como EUA, Suíça, Singapura e Taiwan, chegou ao país via modal aéreo.



“É um volume expressivo, resultado da combinação de uma estratégia comercial bem-sucedida e de investimentos que realizamos em infraestrutura. São produtos de alto valor agregado e sensíveis, como aparelhos de ressonância magnética, cujo armazenamento exige licenças especiais e segue normas de segurança muito rígidas”, explica Patrícia Iglesias, diretora comercial da Wilson Sons Logística. Além de equipamentos médicos e hospitalares, as cargas mais movimentadas a partir do transporte aéreo são produtos farmacêuticos, de tecnologia e cosméticos.



“Operando com a Wilson Sons Logística, nosso cliente conta com um interlocutor único, que cuida de tudo, de forma integrada”, destaca a diretora comercial da empresa. A Plataforma Nordeste atende a indústrias, importadores e exportadores, operando com os mais diversos tipos de produtos, como cargas de projeto e dos segmentos de energia renovável, químico, automobilístico, farmacêutico, alimentos e bebidas. O complexo tem ainda licenças operacionais específicas, como para cargas químicas controladas pelo Exército.



A Wilson Sons Logística faz parte do grupo Wilson Sons, um dos maiores operadores logísticos do país, presente no Brasil há mais de 180 anos. A empresa conta ainda com a Plataforma Sudeste, localizada em Santo André, São Paulo, próxima a importantes elos logísticos, como o Porto de Santos e os aeroportos de Guarulhos e Viracopos. A unidade conta com Centro de Distribuição e a Estação Aduaneira de Interior (EADI), considerada o maior porto seco do estado, além de operações de transporte de remoção, transferência e distribuição.


Fonte: SEGS