Tecon Salvador atende navios em sua capacidade máxima de calado | Tecon Salvador 
Notícias

28/8/2018 - Tecon Salvador atende navios em sua capacidade máxima de calado

No Tecon Salvador, terminal de contêineres da Wilson Sons, navios de grandes dimensões em trânsito na costa brasileira estão sendo atendidos em sua capacidade máxima de calado (o ponto mais baixo da quilha de uma embarcação). No último dia 31, o Navio MSC LILY, com capacidade de 8.800 TEU, desatracou do terminal com calado de 14,5 metros. O navio recebeu carregamento de 506 contêineres de exportação e seguiu para a Europa.

“O aumento do calado máximo recomendado possibilita que os navios possam receber uma quantidade maior de carga, o que reduz os custos com transporte, aumentando a capacidade de carga. Poucos terminais no país têm infraestrutura para operar com essas dimensões”, destaca Patrícia Iglesias, diretora comercial do Tecon Salvador. Em média, cada centímetro a mais de calado permite o transporte de oito contêineres.

Em junho, o terminal recebeu ainda autorização da Capitania dos Portos da Bahia (CPBA) para operar navios de 366 metros de comprimento (LOA).  “Os supernavios são uma tendência mundial e, em breve, serão padrão em diversas rotas. A licença é fundamental para manter e atrair novos serviços marítimos. Assim, garantimos a competitividade do terminal de contêineres e do Porto de Salvador, atendendo a toda cadeia produtiva do estado”, destaca o diretor executivo do Tecon Salvador, Demir Lourenço.

O Tecon Salvador é hoje um dos principais agentes de atração e retenção de investimentos para o estado da Bahia. Com uma área de 118 mil metros quadrados e capacidade para movimentar 435 mil TEU por ano, já investiu mais R$ 300 milhões desde sua inauguração, em 2000. O terminal conta com quatro mil metros de armazém alfandegado, 674 tomadas frigoríficas, 11 RTGs (Rubber Tyre Gantry Crane – pontes rolantes sobre rodas utilizadas na movimentação dos contêineres no pátio), sendo nove elétricos, e seis portêineres STS (Ship to Shore Super Post Panamax – responsáveis pela movimentação de contêineres entre o navio e o pátio).


Fonte: Bahia Econômica